banner_immuno2018
18 março, 2015 • 9:00 Enviado por Caroline Junqueira

IL-10 inflamatória

A IL-10 é uma citocina muito estudada e conhecida principalmente por seu papel regulador em diversos modelos de infecção e inflamação (1, 2, 3). Ainda não está claro o papel da IL-10 durante a infecção por vírus influenza em modelo murino. Diferentes trabalhos têm demonstrado diferentes fenótipos durante a infecção por vírus influenza, o que torna difícil a definição do papel de IL-10 neste modelo. Camundongos deficientes para a produção de IL-10 sobrevivem por mais tempo após infecção por influenza (4), e o bloqueio de IL-10R pode reduzir o período de sobrevida dos camundongos infectados (5). Todavia é razoável supor que a IL-10 deve ter papéis diferentes em diferentes fases da infecção por influenza.

Um trabalho publicado recentemente, por Yueh-Chia He e colaboradores mostra como a citocina IL-10 produzida por células Th1 induz a proliferação celular e a inflamação durante a fase inicial da infecção pelo vírus influenza em camundongos. Evidencia também como esta citocina assume papel regulatório em fases mais tardias neste modelo (6).

Sabe-se que a neuraminidase produzida pela maquinaria viral é capaz de induzir a secreção de TGF-b, citocina também conhecida por seu papel regulatório e protetor (7). Com o uso de camundongos transgênicos, cujas células TCD4 possuem TCR específico para Hemaglutinina do vírus influenza, Yueh-Chia He e colaboradores mostraram que a atividade da enzima neuraminidase foi reduzida pela presença da IL-10 produzida por estas células. Como consequência, foram produzidas quantidades significativamente menores de TGF-b no pulmão dos camundongos na presença de IL-10 comparados aqueles cujo a citocina foi ausente durante a fase inicial da infecção, o que levou ao aumento do fenótipo Th1 em células TCD4 específicas. Em fases mais tardias, quando o vírus é eliminado, a atividade da neuraminidase sessa e os receptores para IL-10 (IL-10R) aumentam na superfície das células TCD4 específicas, então a citocina atua regulando a produção das citocinas pró-inflamatórias IFN, TNF e IL-2 nestas células (Yueh-Chia He et al).

O papel ambíguo da IL-10 indica a necessidade de estudos funcionais mais detalhados em outros modelos, especialmente os que utilizam seu papel regulador e anti-inflamatório em testes terapêuticos, uma vez que ela pode funcionar como indutora da inflamação.

1- L L Moldawer and S F Lowry. Endogenous IL-10 protects mice from death during septic peritonitis. Immunology. 155, 5397-401 (1995)

2- Kuchroo VK et al. IL-10 Is Critical in the Regulation of Autoimmune Encephalomyelitis as Demonstrated by Studies of IL-10- and IL-4-Deficient and Transgenic Mice. Infection and diseases. 1;161(7), 3299-306 (1998).

3- Li C, Corraliza I, Langhorne J.A defect in interleukin-10 leads to enhanced malarial disease in Plasmodium chabaudi chabaudi infection in mice. 67(9),4435-42 (1999).

4- Mckinstry, K. K. et al. IL-10 deficiency unleashes an influenza specific Th17 response and enhances survival against high-dose challenge . Journal of immunology. 182, 7353-7363 (2009).

5- Sun, J., Madan, R.,Karp, C.L., Braciele, T.J. Effector T cells control lung inflammation during acute influenza virus infection by producing IL-10. Nature Medicine. 15, 277-284 (2009)

6- Yueh-Chia He et al. IL-10 inhibits neuraminidase-activated TGF-b and facilitated Th1 phenotype during early phase of infection. Nature communications. 2; 6, 6374 (2015).

7- Stacey Schultz-Cherry et al. Transforming growth factor-b: Activation by neuraminidase and role in highly pathogenic H5N1 influenza pathogenesis. Plos pathogens. (2010).

Por Bruno Galvão Filho
Doutorando do Laboratório de Imunopatologia/ Fiocruz Minas