banner_mucosal_salvador
31 março, 2017 Enviado por Comunicação POLÍTICA CIENTÍFICA

SBI e FESBE solicitam liberação dos recursos do Edital Universal 2016 ao MCTIC e CNPq

Excelentíssimos Srs.


Ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC)
Gilberto Kassab
Presidente do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)
Mario Neto Borges


A Sociedade Brasileira de Imunologia (SBI), filiada à Federação de Sociedades de Biologia Experimental (FESBE), existe desde 1972 representando a comunidade científica de imunologistas brasileiros, dentro e fora do país, os quais têm contribuído significativamente para o avanço da ciência básica e aplicada e para a formação de recursos humanos no Brasil.

A SBI vem, através deste documento, corroborar o manifesto emitido pela FESBE em 28 de março deste ano e expressar sua enorme preocupação em relação ao atraso no cumprimento do financiamento do Edital Universal 2016, lançado pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). O resultado deste edital foi divulgado em 9 de dezembro de 2016, contemplando cerca de 4.500 projetos de pesquisa, mas nenhum destes projetos foi contratado até o momento.

Reconhecemos a atual crise econômica, mas não podemos deixar de apontar que apoio à Ciência e à Educação são imprescindíveis e que estas áreas devem ser consideradas estratégicas, sobretudo em momentos de crise. Em especial, destacamos o quanto a falta de investimentos em pesquisas em Saúde reflete proporcionalmente no aumento massivo de gastos com medidas de combate a doenças, epidemias e seus desdobramentos.

Os recursos provenientes do Edital Universal 2016 contemplará não apenas financiamento para o sistema brasileiro de Ciência, Tecnologia e Inovação, mas providenciará, particularmente, ao redor de 1.400 novas bolsas de iniciação científica e bolsas de apoio técnico, fontes de renda imprescindíveis para fixação de jovens brasileiros em laboratórios científicos e nas universidades.

Estamos cientes dos esforços de V.Exas. no sentido de implementar os projetos de pesquisa contemplados no Edital Universal 2014, que se encontram em maior atraso, mas nos preocupamos com a possibilidade de que o Edital Universal 2016 tenha o mesmo destino e, com isto, a pesquisa científica no Brasil continue a sofrer atrasos em seu desenvolvimento, algo extremamente prejudicial à toda nação.
Respeitosamente,

Prof. Dr. Gustavo Amarante-Mendes
Presidente
Sociedade Brasileira de Imunologia

banner-abcam-sbi