Imunologistas Manoel Barral-Netto e Antoniana Krettli são promovidos a Grã-Cruz pela Ordem Nacional do Mérito Científico
17 de outubro de 2018
COMPARTILHAR Facebook Twiter Google Plus

Os pesquisadores Manoel Barral-Netto, do Centro de Pesquisa Gonçalo Moniz, e Antoniana Krettli, do  Centro de Pesquisa René Rachou, ambos da Fiocruz e ex-presidentes da Sociedade Brasileira de Imunologia, foram homenageados nesta quarta-feira (17/10) pela Ordem Nacional do Mérito Científico, sendo promovidos da categoria Comendador para Grã-Cruz.

A Ordem Nacional do Mérito Científico é uma ordem honorífica concedida a personalidades brasileiras e estrangeiras como forma de reconhecimento das suas contribuições científicas e técnicas para o desenvolvimento da ciência no país.

Manoel Barral-Netto é médico pela Faculdade de Medicina da Bahia (UFBA) e doutor em Patologia Humana. Foi pró-reitor de Pesquisa e Pós-Graduação da UFBA e diretor da Faculdade de Medicina da Bahia. Foi também diretor de Programas Temáticos e Setoriais e de Cooperação Institucional, ambos do CNPq. É membro do Comitê Gestor do Fundo Setorial de Saúde (MCTI) e do Conselho Nacional de Ciência e Tecnologia (CCT) desde 2016. Foi diretor do Instituto Gonçalo Moniz (FIOCRUZ-Bahia) e desde janeiro de 2017 é vice-presidente de Educação, Informação e Comunicação da Fiocruz.

É membro titular da Academia Brasileira de Ciências e Comendador da Ordem Nacional do Mérito Científico e atualmente pesquisador titular da Fundação Oswaldo Cruz (FIOCRUZ-Bahia). Sua principal atividade de pesquisa é na área de imuno-regulação de doenças parasitárias, principalmente leishmanioses e malária.

Antoniana Krettli é graduada em Farmácia-Química e Medicina pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Realizou o mestrado e doutorado em parasitologia também na UFMG, além de treinamentos sucessivos no exterior, inicialmente pela Universidade de Nova Iorque. Fez seu pós-doutorado no Instituto Pasteur, Paris e Curso de Especialização no Centro de Imunologia da Universidade de Lousane. Foi também pesquisadora visitante diversas vezes na NYU Medical School, no National Institute of Health (NIAID-NIH, USA) e no Instituto Pasteur.

Membro Titular da Academia Brasileira de Ciências, é receptora de várias medalhas de honra de sociedades científicas, de Honra ao Mérito Científico dos Governo Federal e do Estado de Minas Gerais.

Conduz suas pesquisas na UFMG e Instituito René Rachou, com foco atual na busca e desenvolvimento de novos antimaláricos.

Usuário
PUBLICADO POR
comunicação sbi
CATEGORIA DO COLABORADOR
ver todos os artigos desse colunista >

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OUTRAS NOTÍCIAS
Inscrições abertas e submissão de resumos disponível para o Immuno 2019, em Florianópolis
comunicação sbi
10 de junho de 2019
O intestino e o sistema imune
comunicação sbi
29 de abril de 2019
Pint of Science: SBI discute presença feminina na gestão científica
comunicação sbi
28 de maio de 2019