Grupo do Centro de Tecnologia de Vacinas da Fiocruz-Minas/UFMG trabalha com pesquisa de desenvolvimento de teste molecular
15 de abril de 2020
COMPARTILHAR Facebook Twiter Google Plus

Com foco no desenvolvimento de teste molecular, o grupo é liderado pela pesquisadora e professora do Departamento de Bioquímica e Imunologia da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Santuza Ribeiro Teixeira. O grupo já contava com um recurso financeiro destinado a outras linhas de pesquisa para doenças infecciosas. Recentemente, foi procurado pela FAPEMIG e pela Secretaria de Saúde de Minas Gerais com verbas específicas para o diagnóstico de Covid-19.
A pesquisadora conta que o grupo possui uma associação muito forte com a Fiocruz-Minas e com outros grupos da UFMG. Todos os  pesquisadores ou são professores ou alunos dessas instituições. Além disso, o pesquisador Ricardo Gazzinelli é professor também da Universidade de Massachusetts, nos EUA. A pesquisadora reforça a importância de colaboração entre os grupos de pesquisa de outros estados brasileiros e do exterior.
“Uma de nossas pesquisas, já em andamento, é referente a um protocolo que adaptamos para o processamento de amostras de pacientes com suspeita de Covid-19. Estamos testando em nosso laboratório amostras dos colaboradores de hospitais. Com esses resultados, futuramente, podemos montar um banco de amostras de genoma viral, por exemplo. Dessa forma, podemos mapear os vírus e as suas variantes que estão circulando em Minas Gerais", explica a pesquisadora. Além deste projeto, o grupo prevê trabalhar com a linha de diagnóstico sorológico, desenvolvendo um teste totalmente fabricado no Brasil.

Usuário
PUBLICADO POR
SBI Comunicação
CATEGORIA DO COLABORADOR
ver todos os artigos desse colunista >
OUTRAS NOTÍCIAS
O post do SBlogI que virou colaboração internacional sobre a dinâmica do HLA-G
11 de novembro de 2020
As vacinas ainda são problemas
Nelson Vaz
29 de outubro de 2020
Dois vídeos
Nelson Vaz
22 de outubro de 2020