Grupo pesquisa vacina contra o novo coronavírus utilizando VLPs
15 de abril de 2020
COMPARTILHAR Facebook Twiter Google Plus

Pesquisadores do Laboratório de Imunologia do Instituto do Coração (Incor) da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FM-USP) estão desenvolvendo uma vacina contra o novo coronavírus, o Sars-CoV-2. O grupo, liderado pelo pesquisador Jorge Kalil, pesquisa uma vacina fundamentada no uso de partículas semelhantes a vírus: as VLPs (Virus Like Particles).

Pesquisador Jorge Kalil, líder do grupo

As VLPs possuem características semelhantes às de um vírus e, por isso, são facilmente reconhecidas pelas células do sistema imune. Porém, não têm material genético do agente infeccioso, o que impossibilita a replicação. Por isso, são seguras para o desenvolvimento de vacinas. “Nós queremos induzir anticorpos que bloqueiem a interação entre o vírus e o receptor das células humanas para inativá-lo. Já estamos com as VLPs sintetizadas. E nós estamos sintetizando os peptídeos, os fragmentos derivados do vírus. Estamos fazendo acoplamento para iniciarmos os ensaios em animais”, comenta o pesquisador. O grupo já tem aprovado um financiamento com o Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), através da Finep.
“Estamos trabalhando em colaboração, apesar de ser um projeto diferente, com o grupo do pesquisador Ricardo Gazzinelli, da UFMG.  Eles estão com uma outra linha de produção de vacinas, mas estamos colaborando em vários aspectos. Também temos colaboração com o Instituto de Ciências Biomédicas da USP, tanto na área imunologia como na de virologia; e com o Departamento de Imunologia da UNIFESP”, afirma o pesquisador. Além disso, o grupo também está discutindo colaborações com pesquisadores da Colômbia e de Nova Iorque (EUA). 
O pesquisador ressalta a importância da atuação dos grupos de pesquisa neste momento. “É muito importante termos grupos de pesquisa fortes e atuando no Brasil para responder rapidamente a um desafio como este. Nós tivemos a sorte de incorporar, recentemente, um jovem pesquisador que chegou com bolsa da FAPESP, que é especialista nas VLPs, que é o Gustavo Cabral Miranda e que está liderando este projeto comigo”.
 
*Informações concedidas pelo grupo de pesquisa

Usuário
PUBLICADO POR
SBI Comunicação
CATEGORIA DO COLABORADOR
ver todos os artigos desse colunista >
OUTRAS NOTÍCIAS
O post do SBlogI que virou colaboração internacional sobre a dinâmica do HLA-G
11 de novembro de 2020
As vacinas ainda são problemas
Nelson Vaz
29 de outubro de 2020
Dois vídeos
Nelson Vaz
22 de outubro de 2020