Nota de pesar da Sociedade Brasileira de Imunologia - Rodrigo Corrêa-Oliveira
28 de outubro de 2023
COMPARTILHAR Facebook Twiter Google Plus

É com imensa tristeza que a Sociedade Brasileira de Imunologia informa o falecimento precoce do querido colega imunologista Rodrigo Corrêa-Oliveira.

Rodrigo nasceu em 1956, era biólogo e mestre em Bioquímica e Imunologia pela UFMG e doutor pela Johns Hopkins University nos Estados Unidos (1985).

Em 1986, ingressou por concurso público no Instituto René Rachou (IRR/Fiocruz Minas), tendo sido pesquisador titular e chefe do laboratório de Imunologia Celular e Molecular. Cientista ativo e inquieto, trabalhou em várias frentes nas áreas de doenças infecciosas como Doença de Chagas, Esquistossomose, Leishmaniose e Ancilostomose.

Suas contribuições científicas nessas áreas garantiram-lhe um lugar de destaque na comunidade de imunologistas, a posição de Pesquisador 1A do CNPq além de diversos títulos e honrarias ao longo da carreira, como Honra ao Mérito da Saúde do Estado de Minas Gerais, Medalha Carlos Chagas, Medalha da Sociedade Latino Americana de Patologia dentre outros. Também em reconhecimento a essa carreira de liderança na imunologia de doenças infecciosas, foi nomeado membro de comitês assessores da Organização Mundial da Saúde (OMS), da Fundação de Amparo à Pesquisa de Minas Gerais (FAPEMIG) e do comitê de Imunologia do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

Foi membro titular da Academia Brasileira de Ciências (ABC), membro titular (fellow) da The World Academy of Sciences for the Advancement of Science in Developing Countries (TWAS), International Fellow da American Society of Tropical Medicine and Hygiene (FASTMH), professor voluntário da Escola de Enfermagem da UFMG, professor visitante da Universidade Federal de Minas Gerais e da Universidade Federal de Ouro Preto, e professor adjunto da George Washington University School of Medicine and Health Sciences (EUA).

Rodrigo foi presidente da Sociedade Brasileira de Imunologia em 2000-2001 e um membro entusiasmado da sociedade contribuindo em todos os eventos com ideias arrojadas de novas atividades e com contatos importantes de apoio à participação dos estudantes que ele valorizava como sendo crítico para o futuro da SBI.

Ele também se destacou na gestão de ciência tendo sido diretor da Fiocruz Minas de 2009 a 2012 e vice-presidente de pesquisa da Fiocruz de 2017 a 2023. Atualmente, ocupava o cargo de assessor especial da Presidência, dedicando-se à parceria da Fundação com instituições chinesas.

Rodrigo formou vários jovens pesquisadores, influenciou e apoiou a carreira de muitos e foi decisivo para a trajetória acadêmica de outros pesquisadores com quem conviveu e colaborou.

Para além da biografia oficial, Rodrigo era um colega carismático e alegre, sempre arauto de novas e boas ideias e sempre entusiasmado com todos os aspectos da vida científica que ele construiu de forma tão exemplar.

Um colega muito querido que junto à tristeza da sua perda, nos deixa um legado de inteligência, inquietude e vigor científico.

Nossa solidariedade e pesar à esposa também pesquisadora Andréia Gazzinelli e suas duas filhas Ana Carolina e Juliana.

 

28 de outubro de 2023,

Ana M. Caetano Faria

Alexandre Salgado Basso

João Trindade Marques

Tatiani Uceli Maioli

Walderez Ornelas Dutra

Diretoria da SBI – 2022/2023

Usuário
PUBLICADO POR
SBI Comunicação
CATEGORIA DO COLABORADOR
ver todos os artigos desse colunista >
OUTRAS NOTÍCIAS
Como o estresse pode desregular os neutrófilos e agravar o câncer?
SBI Comunicação
25 de março de 2024
Desvendando a resposta antitumoral: Células TCD8+ utilizam a rota do NKG2D no combate a tumores cerebrais
SBI Comunicação
24 de janeiro de 2024
Células T CD8+ virtuais de memória na alopecia areata: um desafio cabeludo
SBI Comunicação
28 de novembro de 2023