Segundo Encontro da Diáspora Brasileira de CTI nos EUA
10 de dezembro de 2018
COMPARTILHAR Facebook Twiter Google Plus

Por Dinler Antunes, Bacharel em Biomedicina pela UFRGS, Mestrado e Doutorado pelo PPGBM/UFRGS e pós-doutorado pela Rice University (Texas/EUA).

 

Ocorreu na última sexta-feira (7/12/2018) o II Encontro da Diáspora Brasileira de Ciência, Tecnologia e Inovação (CTI), organizado pela Embaixada do Brasil em Washington-DC (EUA). Os objetivos do encontro foram reconhecer atividades realizadas por diferentes associações de Brasileiros atuando nos EUA, e discutir propostas concretas sobre como capitalizar estes recursos em benefício do desenvolvimento de CTI no Brasil.

Foram convidados para o evento pesquisadores e empreendedores Brasileiros atuando nos EUA, bem como representantes de associações de Brasileiros nos EUA. As associações representadas incluíram MIT Brazil, Brazil@Rice, BEN-DC, SciBr (que coordena 13 grupos de Pesquisadores e Universitários Brasileiros - PUBs), BRASCON e BRASA. Sob moderação de Roberto dos Reis Alvarez (Diretor executivo da Global Federation of Competitiveness Councils), um painel formado por representantes dessas associações discutiu uma lista de propostas concretas para aumentar o impacto da diáspora Brasileira no desenvolvimento de CIT no Brasil. Dentre as propostas discutidas destacam-se o potencial para a geração de conteúdo digital em tópicos na fronteira do conhecimento (para uso educacional e de divulgação científica), sistemas de mentoria de estudantes no Brasil, consultoria para empresas Brasileiras, captação de profissionais capacitados para suprir demandas de empresas Brasileiras, colaborações internacionais e intercâmbio de pesquisadores no Brasil e nos EUA, entre outras.

Em um segundo momento, a discussão foi moderada por Robson Capasso (Professor Associado na Stanford University Medical Center) e contou com um painel de empreendedores Brasileiros atuando na área do Vale do Silício, na Califórnia (EUA) e que participam da BayBrazil. A discussão apontou uma série de dificuldades e entraves técnicos ou burocráticos, que restringem o empreendedorismo e a inovação tecnológica no Brasil. Foram discutidos tópicos incluindo a qualidade do ensino de CTI no Brasil, a cultura do empreendedorismo, diferenças entre EUA e Brasil na obtenção de patentes e nos trâmites legais para abertura e fechamento de empresas, bem como as dificuldades para movimentar capital entre os dois países. Como estes pontos fogem da alçada da Embaixada, será redigido um documento com uma lista de sugestões, que serão encaminhadas ao governo Federal em Brasília.

Painel para discutir atividades realizadas pela diáspora e propostas para o futuro. Da esquerda para direita: Roberto dos Reis Alvarez (moderador da sessão), Rosabelli Coelho-Keyssar (MIT Brazil), José Onuchic (Brazil@Rice), Eliseu de Oliveira (BEN-DC), Rafael Polidoro (SciBr/PUB Boston), Carleara Weiss (BRASCON) e Matheus Dias (BRASA).

Após as discussões, foi realizada a cerimônia de assinatura de um acordo de cooperação entre a Embaixada do Brasil em Washington e o Núcleo de Estudos de Políticas Públicas da UNICAMP, para realização do estudo “Diáspora Brasileira de Ciência, Tecnologia e Inovação nos EUA”. O acordo foi assinado pelo Embaixador do Brasil nos EUA, Sergio Amaral,  e o Reitor da UNICAMP, Marcelo Knobel (via Skype). O estudo contará com financiamento da FAPESP e tem por objetivo caracterizar a diáspora Brasileira nos EUA, para sugerir políticas públicas que explorem oportunidades de desenvolvimento de CTI no Brasil.

Ao final dos trabalhos, foi realizada a cerimônia de entrega do “Prêmio Embaixada do Brasil de Ciência, Tecnologia e Inovação”. O prêmio foi concedido a cinco Brasileiros que se destacaram nas áreas de CTI nos EUA:

  • Renata Collazo, MS, Research Laboratory Coordinator at Immunotherapy Platform (Dr.James P. Allison), Department of Immunology, MD Anderson Cancer Center.
  • Tamara J. Laskowski, PhD, Senior Research Scientist at Allison Group, Department of Immunology, MD Anderson Cancer Center.
  • Roberto dos Reis Alvarez, PhD, Executive Director at The Global Federation of Competitiveness Councils.
  • Robson Capasso, MD, Associate Professor of Otolaryngology/Head and Neck Surgery at the Stanford University Medical Center.
  • Carleara Weiss, PhD, Founder and CEO of BRASCON. Postdoctoral Fellow at Jacobs School of Medicine and Biomedical Sciences.
  • Margarise Correa, BA, Founder and CEO of BayBrazil.
  • Mike Krieger, MS, Co-founder & Director of Engineering at Instagram.
Usuário
PUBLICADO POR
Repórter colaborador SBI/NcgCE
ver todos os artigos desse colunista >

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OUTROS SBLOGI
As células T reguladoras alertam: “fique de olho no sal”
IBA-FMRP/USP
23 de dezembro de 2018
C. tropicalis acentua câncer de cólon associado à colite
IBA-FMRP/USP
16 de dezembro de 2018
Segundo Encontro da Diáspora Brasileira de CTI nos EUA
10 de dezembro de 2018